9
dez
2016
1

Festa dos filiados distribuiu brindes em mais de duas horas de sorteios

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

A confraternização anual dos filiados do SISTA/MS, realizada no dia 4 passado continua repercutindo entre os filiados e seus convidados. As felicitações pela realização da festa são espontâneas e os filiados elogiam a iniciativa da direção do sindicato, que pelo segundo ano promoveu a confraternização.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

confra76

A segunda edição da confraternização superou todas as expectativas e teve um aumento de participação em mais de 100% em relação ao ano passado. Na oportunidade, foram sorteados quase duas centenas de prêmios, em mais de duas horas de sorteio entre os  trabalhadores.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

A direção também homenageou os aniversariantes do mês, distribuindo panetones para quem apresentasse o documento comprovando a data de nascimento. A maioria dos brindes foi adquirida com recursos próprios, mas também houve doações de parceiros, entre eles a Assufms, Sicredi, Grêmio HV, Sabor da Terra (guariroba) e Reitoria da UFMS.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

Os prêmios sorteados fizeram a alegria dos contemplados, mas a maior felicidade dos presentes foi o ambiente de confraternização e fraternidade. Dessa forma, o evento cumpriu seu objetivo, que é de promover a união dos filiados para renovar a luta em defesa da carreira.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

A direção do SISTA/MS aproveita para agradecer a participação der todos no almoço de confraternização,que totalizou quase duas mil pessoas entre adultos e crianças. O evento começou às 10h30min e terminou às 17h30min, sendo sete horas de muita descontração num ambiente familiar e de congraçamento entre colegas de trabalho.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

confra70

Além dos filiados da capital, a confraternização festiva em Campo Grande também contou com a representação das seccionais do sindicato de Três Lagoas e Aquidauana.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

9
dez
2016
0

Projeto sobre a terceirização vai sair da pauta do Senado Federal

 FASUBRA participou da reunião com o presidente do senado na quarta-feira


FASUBRA participou da reunião com o presidente do senado na quarta-feira

Na quarta-feira, 07, a FASUBRA e representantes de 38 entidades sindicais junto ao senador Paulo Paim (PT/RS), se reuniram com o presidente do Senado Federal em exercício Jorge Viana (PT/AC) e o presidente Renan Calheiros.

Em meio a diversos ataques à classe trabalhadora, as entidades sindicais buscaram diálogo com parlamentares acerca das principais propostas que retiram direitos de trabalhadores em todo o país.

Entre as propostas estão o projeto da terceirização (PLC 30/15) que precariza as relações de trabalho, a proposta de reforma da previdência social (PEC 287/16) que atinge principalmente mulheres com o aumento do tempo de contribuição e principalmente o Projeto de Emenda à Constituição (PEC) nº 55 de 2016, que limita por 20 anos investimentos em políticas públicas e congela salários do funcionalismo público e demais propostas.reunio-renan-calheiros-foto-agncia-senado-web

De acordo com a FASUBRA, os senadores tem acordo em retirar da pauta de votação o projeto que regulamenta a terceirização. As entidades se posicionaram contra a PEC 55/16, contra o trabalho escravo, contra o trabalho intermitente, a reforma da previdência e a Norma Regulamentadora nº 12, “que tira a proteção das máquinas para aumentar a produção em prejuízo do nosso povo que sofrerá mais acidentes”, de acordo com Paim.

Em relação à PEC 55/16, os senadores reafirmaram a permanência da votação para o dia 13 de dezembro.

Participe da consulta pública sobre a terceirização aqui!

 

(Fonte: Fasubra)
9
dez
2016
0

FASUBRA engrossa as fileiras da 3ª Marcha em defesa da Saúde

  A FASUBRA e demais entidades avaliaram o evento como vitorioso, “onde o controle social (trabalhadores, usuários e as entidades científicas) demonstra sua indignação com a forma com que os governos vêm tratando o SUS”


A FASUBRA e demais entidades avaliaram o evento como vitorioso, “onde o controle social (trabalhadores, usuários e as entidades científicas) demonstra sua indignação com a forma com que os governos vêm tratando o SUS”

O Comando Nacional de Greve (CNG) da FASUBRA Sindical participou da 3ª Marcha em defesa da saúde, da seguridade e da democracia na manhã do dia 07, em Brasília-DF. Promovida pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS), a marcha contou com cerca de 5.000 manifestantes representando o CNS, movimentos sindicais e sociais contra a aprovação da PEC 55/16 e pelo “Fora Temer”.

O Projeto de Emenda à Constituição (PEC) nº 55 de 2016, que tramita em segundo turno no Senado Federal é o principal foco das manifestações. A proposta congela por 20 anos os investimentos em saúde, educação e demais políticas públicas, com correção baseada no índice inflacionário (IPCA) a partir de 2018.  Também congela salários de servidores públicos e pode afetar a vida da população brasileira, inclusive dos mais carentes.   marcha-em-defesa-da-sade-fasubra-259-web

Para a FASUBRA A participação da marcha está dentro da pauta de greve, já que trabalhadores técnico-administrativos trabalham dentro dos Hospitais Universitários (HU), convivendo com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) e com o Sistema Único de Saúde (SUS).

Mesmo com a terceirização dos serviços, grande parte do financiamento dos hospitais universitários vem do SUS. “Os hospitais prestam serviços à comunidade dita carente, que paga por seus direitos, e a previdência tem que retornar em forma de SUS, de atendimento qualificado com profissionais capacitados pra isso”.

De acordo com a Federação, é muito importante a participação na marcha, “além da solidariedade, pela especificidade da luta contra a PEC 55/16, da retirada de direitos e retirada do financiamento da educação e da saúde”.

A FASUBRA e demais entidades avaliaram o evento como vitorioso, “onde o controle social (trabalhadores, usuários e as entidades científicas) demonstram sua indignação com a forma com que os governos vêm tratando o SUS”.

Para a Federação, na busca da terceirização e retirada de direitos os governos vêm tentando colocar a cobertura de saúde como opção. “O que isso quer dizer? Trocando em miúdos, isso é o mesmo que falar desse plano de saúde acessível que este governo está colocando. O controle social sabe o tamanho do prejuízo para o povo brasileiro”.

marcha-em-defesa-da-sade-fasubra-262-web

Segundo a FASUBRA, “por esse motivo o controle social fez mais um esforço para colocar em evidência o desastre que é esta PEC 55/16. É bom lembrar que a sociedade chamada burguesa são os que mais utilizam a média e alta complexidade do SUS”.

O SUS continua nosso!

(Fonte: Fasubra)

8
dez
2016
0

Corumbá, forte na luta e no esporte

aquecimento-antes-da-caminhadacaminhada

Os trabalhadores técnicos administrativos do Campus do Pantanal, em Corumbá, que tem na união e luta em defesa carreira uma de suas marcas, começa a se destacar também quando o assunto é vida saudável e esportes. Uma das ações que envolvem dezenas de trabalhadores locais é o Projeto Vida Saudável, que colocou a atividade física na pauta do cotidiano.

Com foco na boa saúde, o projeto tem como objetivo fomentar a participação coletiva dos servidores da UFMS/Campus Pantanal em atividades físicas visando à promoção da saúde, lazer e integração/convivência do(a)s trabalhadore(a)s, bem como realizar acompanhamento e triagem (física e psicológica) dos servidores inscritos, além de envolver os sindicatos na discussão sobre saúde do trabalhador.

PANTANAL EXTREMOfernando-e-jaque

Um dos resultados práticos do desenvolvimento deste programa é o estímulo aos trabalhadores para a participação em eventos esportivos. No final do mês de novembro (25 a 27), aconteceu em Corumbá a quarta edição dos jogos de aventura, denominado Pantanal Extremo. O evento é o principal de sua categoria e já ganha destaque nacional.fernando-lara

Na prova de 7 quilômetros da corrida de trilhas, o destaque ficou para técnicos da UFMS e filiados do SISTA/MS. Na categoria masculino, Fernando Lara, da coordenação da seccional do sindicato, ficou em terceiro lugar, mesma colocação da filiada Jackeline Guerrero, na categoria feminina.jackelin

Fernando e Jackeline participam do projeto UFMS-Saudável, idealizado pelo Serviço de Psicologia e apoiado pelo Sindicato dos Trabalhadores Técnicos Administrativos da UFMS (Sista/Seccional Corumbá), que fomenta a participação em atividades físicas como meio de produzir saúde.fernando-lara1

 

Eles concluíram com boa colocação a prova de 7km, ambos conquistaram o 3° lugar, a servidora Jackeline recebeu o troféu ao garantir o 3° lugar na competição Geral (Feminino), e Fernando obteve mais uma medalha (além da medalha de participação) pelo 3° lugar em sua categoria: de 25 a 34 anos (masculino).

Muito animado, Fernando falou que sempre gostou de atividade física, mas que o projeto contribuiu para melhorar seu desempenho. Jackeline lembrou que o sentido da atividade física não é só a competição, mas a produção de saúde, confiante, ela já aguarda próximos eventos com objetivo de trazer mais vitórias para o campus.

 

6
dez
2016
1

Confraternização do SISTA foi a festa da Família UFMS

confra5confra24Um dia de confraternização e de resgate da fraternidade entre os colegas de trabalho. Assim pode ser definida a segunda edição da confraternização festiva de final de ano do SISTA/MS. Idealizada pela atual direção do sindicato, a confraternização se consolidou como a festa da Família UFMS.confra6confra37

Neste ano de 2016, a estimativa foi de que duas mil pessoas prestigiaram o evento, incluindo adultos e crianças. A confraternização teve como cardápio principal porco assado, com acompanhamentos e sobremesa, mas a estrela da festa foi o espírito de união e fraternidade entre os presentes. confra57confra40

Ao som de música ao vivo, os filiados do SISTA/MS e seus convidados desfrutaram de momentos especiais e muitos ainda foram contemplados com brindes, pois foram sorteados centenas de prêmios aos presentes. confra69 confra21

Para a criançada foram disponibilizados um mini parque de diversões, com brinquedos que atraíram a atenção e proporcionaram muita descontração.confra15confra11

1
dez
2016
1

Natal feliz: Festa dos trabalhadores vai ajudar fazer uma criança sorrir

Direção faz apelo para que convidados levem pelo menos um brinquedo e entregue na portaria do evento

cartaz-1A confraternização festiva de final de ano dos filiados do SISTA/MS, em Campo Grande, também vai ajudar na campanha “Compartilhe o Natal – Faça uma criança sorrir -, do Ministério Público. O sindicato é parceiro da campanha e, ao entregar os convites da festa que acontece neste domingo (4) aos filiados, a direção fez um apelo para que os trabalhadores levem pelo menos um brinquedo no dia da festa.natal

Idealizadora do projeto, a procuradora de Justiça Jaceguara Dantas da Silva Passos, destaca a importância da participação de toda a sociedade que, com um gesto simples, pode marcar de maneira positiva a vida de uma criança carente. “Quem já foi criança sabe o quanto é significativo um brinquedo e para essas crianças o presente tem valor ainda maior, significa inclusão social, cidadania e motivação, pois é muito para quem pouco ou nada tem, por isso, a participação de todos é tão importante”, avalia.jaceguara-1
Procuradora de Justiça, Jaceguara Dantas da Silva Passos, idealizadora da campanha
Crianças de cinco instituições da Capital terão um Natal diferente e muito mais feliz neste ano, graças à união de esforços e a solidariedade de empresas e entidades engajadas nesta segunda edição da campanha.
A iniciativa do Ministério Público Estadual tem o objetivo de arrecadar brinquedos que serão doados às crianças assistidas pela AMA (Associação de Pais e Amigos doo Autista), Cotolengo, ISMAC (Instituto Sul-Mato-Grossense para Cegos Florivaldo Vargas), CEADA/MS (Centro Estadual de Atendimento ao Deficiente da Audiocomunicação) e Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação.
Parceria humanitária
A participação do SISTA/MS na campanha “Compartilhe o Natal”, além de ser uma iniciativa louvável do Ministério Público, atende um convite feito pessoalmente pelo reitor da UFMS, Marcelo Turtine. Durante encontro oficial com a coordenação do sindicato, reitor citou a participação na campanha e solicitou o engajamento da entidade representativa dos trabalhadores.
A direção abraçou de pronto a campanha, solicitando aos trabalhadores a doação de um brinquedo para ser deixado na portaria da festa de final do SISTA/MS, que neste ano ocorre dia 4 (domingo), na Chácara da GOMS, localizada em frente da UCDB.
29
nov
2016
0

Comunicado aos trabalhadores do HU

A Coordenação Estadual do SISTA/MS junto com a assessoria jurídica comunicam a todo(a)s trabalhador(a)s do Hospital Universitário que foram notificados para restituir valores recebidos, que procurem imediatamente a secretaria do sindicato. A presença é necessária para preencher recurso.

A convocação é para garantir a defesa jurídica deste procedimento, sem perda de prazo para apelação e recurso. É importante o comparecimento se possível dentro desta semana, que termina no dia 2 de dezembro.

Coordenação Estadual

29
nov
2016
0

Festa de confraternização de final do ano: Entrega de convites encerra amanhã e não será prorrogada

cartaz-1A direção do SISTA/MS vai entregar os convites para a festa de confraternização de final de ano até esta quarta-feira, dia 30 de novembro, das 7h até às 18h, ininterruptamente. Este prazo e horário não serão prorrogados, em função do processo de organização do evento como, por exemplo, saber a quantidade de pessoas para preparar o almoço.

A confraternização ocorre no próximo domingo, dia 4 de dezembro, a partir das 10h e terá como local a chácara do Grande Oriente Oriente do Mato Grosso do Sul (GOMS). O endereço é avenida Tamandaré, 5773, quase em frente da UCDB. Durante o evento haverá sorteio de brindes.

A direção do sindicato está trabalhando para que a confraternização festiva deste ano supere o sucesso obtido com o evento de 2015, onde mais de mil pessoas compareceram. “Estamos cuidando de todos os detalhes para que nossos filiados e convidados tenham uma festa da importância que eles merecem”, assinala Gustavo Ferreira, da Coordenação de Administração e Finanças do SISTA/MS.

Além do almoço que terá poroco assado como atração principal, o cardápio terá ainda dois tipos de arroz (branco e com guariroba), bobó de galinha, saladas e demais acompanhamentos.Para descontrair, a festa terá também som ao vivo e ainda será disponibilizados brinquedos para a criançada, como escorregadores, pula-pula e castelinho.

Cada filiado tem direito a dois convites, podendo adquirir mais para seus convidados na secretaria do sindicato, escolhendo a forma de pagamento. Crianças até 13 não pagam. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (67) 3387-4163 e (67) 9 9306-8386.

29
nov
2016
0

Semana da Consciência Negra – técnicos administrativos que se destacaram na FASUBRA

Entrevista com JP ex-coordenador da Federação

Entrevista com JP ex-coordenador da Federação

Neste mês da Consciência Negra, a FASUBRA entrevistou dois ex-coordenadores que fizeram história pela luta do movimento negro dentro da Federação, Jupiara Gonçalves Castro e João Paulo Ribeiro.

Confira a entrevista com João Paulo Ribeiro, mais conhecido como JP, um dos ícones da luta pela igualdade racial dos trabalhadores técnico-administrativos em educação.

João Paulo dos Santos Ribeiro “JP” tem 48 anos, nascido na cidade de Barretos, interior do Estado de São Paulo, entre nove irmãos. Secretário de Serviços Públicos e do Trabalhador Público da CTB e diretor de Assuntos Legislativos da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB) e ex-coordenador da FASUBRA.

O secretário se aproximou mais da questão racial quando praticava capoeira, desde então, entrou para a luta do movimento negro na década de 80. JP também é um dos fundadores do movimento negro em Campinas – SP e próximo ao Movimento Negro Unificado (MNU). “Com a criação da União de Negras e Negros pela Igualdade (Unegro) em 1986 na cidade de Salvador-BA, iniciei a militância no movimento negro”. 

FASUBRA

De acordo com JP, os trabalhadores das universidades estaduais, inclusive a Unicamp, se filiaram à FASUBRA em 1990. O congresso em Curitiba – PR foi a primeira grande construção da Federação referente aos trabalhadores técnico-administrativos negros, “esse seguimento da categoria deveria ter um olhar negro na educação, diferenciado”.

Seguindo o exemplo de reparação na Universidade de São Paulo (USP) e na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), “trouxemos para a FASUBRA todo o trabalho que já era feito, vale a pena destacar os companheiros da Bahia, de Juiz de Fora – MG, Viçosa – MG e Pará”.

Assim, a Federação criou o primeiro o núcleo antirracismo ou grupo de trabalho antirracismo. Nessa época, JP lembrou que também atuava na Central Única dos Trabalhadores (CUT), como um dos fundadores da Comissão Nacional de Luta contra a Discriminação Racial, “realizamos vários eventos e a FASUBRA e os nossos sindicatos estavam inseridos”.

Congresso de BH

Para JP, o grande apogeu da construção do movimento negro na FASUBRA foi em 1995, no congresso em Belo Horizonte – MG, “porque antes só se discutia a questão racial e apoiava esporadicamente, os sindicatos tinham dificuldade de montar suas secretarias”.

A partir desse congresso os trabalhadores técnico-administrativos, negras e negros se uniram e chegaram ao ponto de quase romper  com todas as forças políticas. “Se as chapas e as forças políticas que tinham na FASUBRA não nos representasse, e colasse militantes negros dentro da Federação, nós iríamos construir a Chapa Preta”.

Coordenação de políticas sociais e antirracismo

Em um determinado tempo do congresso, JP contou que se tinha a segunda maior bancada negra com trabalhadores solidários à causa. Neste congresso foi instituída pela primeira vez na história da Federação a coordenação de políticas sociais e antirracismo da FASUBRA. “Passamos a ter um espaço de mais destaque na Federação”.

JP lembrou a questão do preconceito de gênero e de todas as questões de discriminação em uma coordenação. Após a ampliação das entidades, os assuntos foram separados em coordenações distintas. “Mas nós fomos pioneiros na luta racial, o que levou também a emancipação de outras coordenações”.

Para o ex-coordenador da FASUBRA, nos últimos 15 anos houve um crescimento acerca do debate étnico racial, porém, não houve política de estado. “O atual governo acabou desmanchando secretarias. Acho que há uma unidade e esperamos voltar a um patamar para que não volte mais a homofobia e o preconceito racial em nosso país”.

Segundo JP, é necessária a organização do movimento sindical e o envolvimento das pessoas para refazer o GT antirracismo, “diante dos ataques e de todas as perdas que estamos tendo agora instituídas pelo governo Temer e consequentemente em todos os governos estaduais e municipais, haja vista agora inclusive a revogação do feirado de 20 de novembro”. Ribeiro destaca a necessidade de avançar na valorização da Consciência Negra para comemorar Zumbi dos Palmares. “Na véspera do seu aniversário estamos vendo muito retrocesso”, disse.

(Fonte: Fasubra)