1º DE MAIO: … E O SALÁRIO, Ó….

Regime Jurídico Único, Pcctae, reposição de perdas salariais, e várias outras conquistas, foram obtidos com lutas e greves dos servidores públicos. Hoje não é diferente!

O governo federal não pretende conceder qualquer reposição de perdas para os servidores públicos nos próximos anos.

Ao contrário, pretende aumentar a alíquota da contribuição previdenciária de 11 para 14% e suspender os efeitos de acordos de greves passadas.

No mês de março, a Fasubra e o Fórum dos Servidores Federais, protocolou uma pauta de reivindicações onde exigimos uma reposição de 25,63; cumprimento dos acordos; verbas para os serviços públicos, etc.

 Nossos pleitos são grandes? Então, nossa luta deve ser maior!

Você está convencido que suas (nossas) reivindicações são justas? Então arregace as mangas e vamos lutar juntos!

A vida mostra que para conquistar essas reivindicações tem que ter muita luta. É tarefa de cada um e de nós, envolver e engajar mais e mais pessoas.

Converse com acadêmicos, professores, familiares, amigos e vizinhos. Mostre a justeza dos nossos pleitos. Transforme as pessoas em aliados da nossa luta.

Os empresários e o governo têm a grande mídia, o dinheiro, a justiça e a polícia para tentar nos derrotar.

Nós temos a vantagem de sermos milhares, milhões e lutamos por nossos interesses. Temos o domínio da criatividade, não precisamos aguardar ordens.

O policial que te reprime, é o mesmo que está passando necessidade. Ele tem que cumprir ordens, queira ou não!

Tenha certeza do seguinte: se não fizer nada, ficar reclamando na roda do cafezinho e aguardar que “alguém faça alguma coisa”… SEREMOS DERROTADOS!

O nosso principal inimigo será nossa inércia, preguiça de lutar pelos próprios interesses.

Quem luta pode vencer! Quem não luta, já está derrotado.

Pra conquistar, tem que lutar!

 A LUTA E A UNIÃO SÃO OS ÚNICOS CAMINHOS.

Cada dia fica mais claro e atual a velha frase: “Trabalhador unido, jamais será vencido”.

Nossa desunião favorece aos patrões. Lutamos entre nós e, quem ganha são os detentores do poder.

Texto : Waldevino Basílio

Deixe uma resposta